Inteligência competitiva é se antecipar às exigências do mercado. Isso é possível quando a empresa é gerida por meio de uma administração estratégica. Trata-se, portanto, de saber utilizar as informações sobre o mercado (cliente, concorrente, fornecedores) de forma estratégica.

É acompanhar as tendências do mercado, verificando se as estratégias estão aproveitando as oportunidades e as fortalezas, sem ignorar as ameaças e os pontos fracos, monitorando os objetivos e as estratégias gerais e funcionais.

É estar atento ao cenário, alocando os recursos e buscando o cumprimento da missão da empresa, integrando todas as áreas, com foco nos melhores resultados.

Os empresários e os administradores das empresas com um bom “mapa” e uma boa “bússola” na mão poderão fazer uma boa caminhada empreendedora. O mapa é o planejamento estratégico bem elaborado, a bussola é a visão de futuro e a missão da empresa, o “norte” aonde ela quer chegar.

A inteligência competitiva vai levar a empresa ao ponto estipulado, interpretando as estratégias elaboradas e seus resultados, verificando a necessidade de ajustes ao longo da trajetória.